domingo, 4 de dezembro de 2011

Preso suspeito de integrar milícia que atua no morro da Caixa D’água, no Rio de Janeiro

Suspeito de integrar milícia é preso com 200 fichas de cobrança por segurança

Documentos tinham nome e endereço de moradores do morro da Caixa D'água




Policiais da Delegacia de Piedade (24ª DP), na zona norte do Rio, prenderam nesta sexta-feira (2) Ulisses Pereira de Aquino, de 27 anos, por envolvimento com uma milícia que atua no morro da Caixa D’água. Ele foi flagrado com uma pistola enquanto se preparava para fazer a cobrança da taxa de segurança de moradores.

Com o suspeito, os policiais também encontraram 200 fichas que tinham nomes e endereços de moradores e uma lista com todos os meses do ano. Ao lado de cada mês, a milícia controlava os pagamentos, preenchendo o espaço com o termo “pago”. Os valores variavam de R$ 20 a R$ 25 por mês, como explica a delegada Renata Araújo.

- Ele não estava com dinheiro porque estava começando a fazer as cobranças. Estava de moto e foi preso em flagrante. Ele nos disse que era o responsável pela cobrança da taxa de segurança. Nossa investigação começou há três meses e sabem que também exploram outros serviços. Vamos trabalhar para identificar e prender os outros integrantes do grupo.

Segundo a polícia, a milícia do morro da Caixa D’água também atua nas adjacências, como a rua Ferreira Furtado, em Piedade. O suspeito foi autuado em flagrante por porte ilegal de arma, mas também está sendo investigado por extorsão e formação de quadrilha.

Apenas com as fichas apreendidas pela polícia, a milícia era faturar entre R$ 4.000 e R$ 5.000 referentes à cobrança de taxa de segurança particular.

Por Marcelo Bastos
Fonte: R7
Foto: Alessandro Costa/Agência O Dia

Um comentário:

Fabiana Ladislau disse...

Ele continua na caixa,cobrando e agora executando moradores q n respeitam as suas normas...mataram 2 crianças dia 13 de outubro na frente de todo mundo as 16 hrs...