quinta-feira, 28 de maio de 2009

LEVIATÃ II REVELA A MAIOR MILÍCIA DO RIO DE JANEIRO










Operação de combate à milícia prende 16 e estoura paiol

Grupo paramilitar é considerado o mais forte do estado, diz Polícia Civil.

Milicianos estariam explorando venda de apartamentos.


Rio de Janeiro, 28/05/2009 - O secretário de Segurança Pública José Mariano Beltrame e o chefe de Polícia Civil Allan Turnovski apresentaram, na tarde desta quinta-feira, os números da operação Leviatã 2, que desarticulou parte da milícia "mais bem armada" do Rio de Janeiro, segundo as palavras do delegado Cláudio Ferraz, titular da Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas e Inquéritos Especiais (DRACO).

Durante a coletiva, a polícia apresentou números diferentes do que haviam sido divulgados mais cedo. Foram 31 mandados de prisão: dez foram cumpridos nesta quinta, cinco deles com flagrantes de armas, e 12 de pessoas que já estavam presas, em um total de 22 presos.

O chefe do grupo é o ex-fuzileiro naval e ex-soldado da PM Fabrício Fernandes Mirra, preso ano passado na Favela da Palmeirinha, em Guadalupe.

Um dos acusados, o braço direito de Mirra, já estava se articulando para se candidatar a deputado estadual. De acordo com informes recebidos pelos investigadores, o grupo estaria se expandindo para São Paulo.

A Operação Leviatã 2 da Polícia Civil prendeu, nesta quinta-feira (28), 16 suspeitos de envolvimento com uma milícia que tem como base o Morro do 18, no bairro de Quintino e de Anchieta, no subúrbio do Rio.

A operação está sendo realizada, desde a madrugada, em diversos bairros da Zona Oeste do Rio, entre eles Jacarepaguá, Anchieta e Piedade. Não há informações de confrontos.

Segundo a polícia, a força da milícia foi constatada quando as investigações revelaram que os milicianos tomaram 23 blocos de apartamento de um conjunto residencial, Village Pavuna, em Anchieta, construídos pela Caixa Econômica Federal.

Eles estariam vendendo cada unidade por R$5 mil somado a uma mensalidade por tempo indeterminado.

Entre os presos, estão os advogados Marcelo Bianchini Penna e Carlos Alberto Costa de Oliveira. Segundo o blog Casos de Polícia,também fazem parte do grupo o policial militar Robson de Carvalho Ferreira, lotado no 20º BPM (Mesquita), Thais Fernandes da Silva, Marcos da Silva Rocha, Marcelo Pereira Menigette Paulo, Robson da Silva Lacerda, Nilson dos Santos Teixeira e Jorge Mauro da Silva

Os policiais estouraram um paiol da quadrilha onde foram apreendidas várias armas, grande quantidade de munição, e três radiotransmissores.

Participam da ação cerca de 200 policiais da Polinter, Delegacia de Combate às Drogas (Dcod), Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (Draco), Delegacia de Repressão a Armas e Entorpecentes (Drae), Delegacia de Roubos e Furtos de Automóveis (DRFA), Delegacia de Roubos e Furtos de Cargas (DRFC) Delegacia de Homicídios (DH) e Delegacia de Homicídios da Zona Oeste (DH/OESTE), com apoio de agentes da Coordenadoria de Recursos Especiais (Core).

Segundo o delegado Rodrigo Oliveira, diretor do departamento de Polícia Especializada, o objetivo era desarticular a milícia do ex-policial militar Fabrício Fernandes Mirra, conhecido como Mirra, que já está preso. O segundo homem do grupo, Marcos Silva da Rocha, o Bicudo, que havia substituído Mirra, foi preso em casa com uma escopeta.

Ainda de acordo com o delegado, a milícia tem como base o Morro do 18, em Piedade, e o conjunto habitacional Village Pavuna, em Anchieta, onde a polícia encontrou um paiol de armas, no telhado de uma casa. Foram apreendidas no local quatro revólveres, quatro pistolas, duas escopetas calibre 12, um submetralhadora, três radiotransmissores e grande quantidade de munição e várias granadas.

A força dessa milícia foi constatada quando a polícia descobriu nas investigações que os milicianos tomaram 23 blocos de apartamento de um conjunto residencial, Village Pavuna, em Anchieta, pertencente à Caixa Econômica Federal, e venderam cada unidade por R$5 mil somado a uma mensalidade por tempo indeterminado.

Saiba mais:


Fonte: O Dia, G1 e O Globo.

Um comentário:

cidadão disse...

A VERDADE É QUE A OPERAÇÃO FOI UM SUCESSO,ESSE CARA MESMO AÍ DA FOTO É CONHECIDO QUI NA ÁREA COMO DENTINHO,ESTAVA DE FRENTE AQUI NA MINHA COMUNIDADE CONHECIDA COMO " SUVAQUINHO OU SUVACO DO BODE",ERA BANDIDO,LADRÃO E TRAFICANTE,PASSEI E AINDA ESTOU PASSANDO VÁRIA INFORMAÇÕES SOBRE ESSE GRUPO DESDE O ANO DE 2005,E SÓ AGORA SURTIU UM EFEITO FORTE,NESSA OPERAÇÃO A MAIORIA QUE FORAM PRESOS FORAM A MAIORIA TUDO OS PEXINHOS E A CONFIRMAÇÃO DE QUE TEM OS GRANDÕES SOLTOS FOI NO PRIMEIRO SÁBADO APÓS ESTA OPERAÇÃO,QUANDO FOMOS TODOS SURPRESOS SENDO COBRADOS POR DOIS ELEMENTOS QUE SÃO CONHECIDOS COMO FLÁVIO E SANTOS SE É ESSE O NOIME REAL DELES,VIERAM COBRANDO DE MOTO EM PLENO DIA E DESPREOCUPADO.
ESPERO QUE A POLÍCIA INVESTIGUE A FUNDO E NÃO DEIXE DE PRENDER NENHUM DELES INCLUSIVE ESSES QUE AINDA ESTÃO COBRANDO AQUI EM NOSSA COMUNIDADE.